F-1: Temporada 2018 começa no dia 25 de março na Austrália

Archivnummer: M147585

COMPARTILHE

Nos testes realizados na Espanha a Mercedes e a Ferrari continuam as grandes favoritas ao título.

Porém, para James Allison, diretor técnico da Mercedes a Red Bull dever ser a grande concorrente do time alemão.

MERCEDES

Continua a grande favorita ao título de pilotos e construtores este ano.

A equipe divulgou durante os testes que conseguiu colocar 1.000 hp de potência combinada no carro neste ano. De acordo com as outras equipes, se isto for verdade, a Mercedes será a favorita novamente ao título.

O tetracampeão Lewis Hamilton continua em grande e quer a conquista do quinto título de pilotos na carreira.

Como seu companheiro de equipe o finlandês Valteri Bottas, não consegue andar no mesmo ritmo, Hamilton continua favorito ao título.

FERRARI

Nas duas semanas de testes na Espanha a Ferrari foi bem em todos os treinos estando sempre entre os três primeiros.

No último dia de testes, Kimi Raikkonen fez a pole position ficando meio segundo a frente do segundo colocado. Este ano deve ser a última temporada do piloto finlandês na equipe. Para esta temporada a Ferrari perdeu o seu principal patrocinador o Banco Santander.

Junto com a Mercedes e a Red Bull é uma das favoritas ao título.

Foto: Ferrari
Foto: Ferrari

RED BULL

O time ficou entre os três primeiros nos testes de inverno e é apontada pela Mercedes como a sua principal concorrente, à frente da Ferrari.

A principal dificuldade do time deve ser em administrar o clima entre seus pilotos Daniel Ricciardo e Max Verstappen, que praticamente não se falam após alguns incidentes na pista em 2017.

A Red Bull fechou uma parceria com a Aston Martin, mas não descarta usar os motores Honda no futuro.

Foto:  Mark Thompson - Getty Images
Foto: Mark Thompson – Getty Images

FORCE INDIA

É a equipe que mais evoluiu nos últimos anos.

Desde o ano passado negocia um grande patrocínio com a Microsoft, mas até agora o acordo não saiu.

Este ano, terá a forte concorrência da Renault e da McLaren que evoluíram muito e já mostraram resultados nos testes em Barcelona.

Foto: Force India
Foto: Force India

WILLIAMS

 Ao contrário da Force India a Williams tem ficado para trás mesmo com a contratação do ex-diretor técnico da Mercedes, Paddy Lowe, considerado um dos gênios da categoria.

Na escolha dos pilotos a equipe tem optado por quem traz mais dinheiro para o time.

Nos testes antes do início da temporada os dois pilotos o canandense Lance Stroll e russo Sergey Sirotkin, ficaram nas últimas posições.

Foto: Williams F1
Foto: Williams F1

RENAULT

Em 2017 já demostrou uma grande evolução e nos testes na Espanha neste ano, ficou entre os seis primeiros.

No último dia de testes o piloto espanhol Carlos Sainz fez o terceiro melhor tempo demostrando que a evolução da equipe continua.

A tendência é que a Renault supere a Williams e seja uma das cinco forças do campeonato composta por 10 equipes.

Foto: Renault
Foto: Renault

TORO ROSSO

Este ano a equipe substituiu os motores Renault pelos Honda.

Nos testes em Barcelona a equipe surpreendeu e ficou entre as sete primeiras nas tomadas de tempo. Não houve nenhum problema com os motores Honda ao contrário do que aconteceu com a McLaren em 2017.

O problema da equipe é contar com dois pilotos novatos que farão sua primeira temporada completa este ano.

Foto: Guido De Bortoli / Red Bull Content Pool
Foto: Guido De Bortoli / Red Bull Content Pool

HAAS

A única equipe norte-americana na F-1 foi bem nos testes, mas não mostrou nenhuma evolução em relação ao ano passado.

Nesta temporada deve ser ultrapassada pela Renault e a McLaren.

Continua com os pilotos o francês Romain Grosjean e o dinamarquês Kevin Magnussen.

Foto: Haas
Foto: Haas

McLAREN

Foi à equipe que mais perdeu patrocínios nos últimos três anos.

Este ano correndo como motor Renault espera voltas aos pódios e também as vitórias.

No último dia de testes de inverno o bicampeão Fernando Alonso fez o segundo melhor tempo na Espanha, a meio segundo da Ferrari de Kimi Haikkonen.

Foto: McLaren
Foto: McLaren

ALFA ROMEU SAUBER

Nos últimos anos 5 anos a Sauber passou de equipe média para equipe pequena, ocupando sempre as últimas colocações.

Para este ano, fechou uma parceria com a Alfa Romeu (através da Ferrari) o que deve melhorar a performance, e a moral do time.

Neste ano pode andar de igual para igual com a Williams, que não foi bem nos testes da pré-temporada.

Foto: Sauber
Foto: Sauber

Deixe uma resposta

*