O Grande Pr?mio do Brasil de F-1 passar? a contar com o hospital Leforte para pilotos e equipes da F?rmula-1, pelos pr?ximos 4 anos.

Rodrigo Lopes - CEO do Hospital Leforte. Foto: Amauri Yamazaki
Rodrigo Lopes – CEO do Hospital Leforte. Foto: Amauri Yamazaki

O contrato entre a dire??o do hospital e a Interpub, respons?vel pela organiza??o do evento, foi assinado nesta segunda-feira na sede do hospital no bairro da?Liberdade, em S?o Paulo, no antigo hospital Bandeirante, que?passa a se chamar?Leforte. O Leforte tem ainda outra unidade no bairro do Morumbi. O hospital Bandeirante j? pertencia ao grupo Leforte, que agora resolveu? unificar a marca dos dois hospitais. A identifica??o visual da marca Leforte no antigo hospital Bandeirante, deve ser realizada em breve.

Rodrigo Lopes, CEO do Leforte, apresentou os n?meros que o hospital vai disponibilizar durante os dias 10, 11 e 12 de novembro, durante o evento, no aut?dromo de Interlagos: 120 profissionais, dos quais 30 m?dicos de v?rias especialidades como neurologia, traumatologia, cardiologia, ortopedia e diagn?stico por imagens. O suporte contar? com oito ambul?ncias e um helic?ptero de resgaste. O comando da opera??o m?dica estar? com Dino Altmann, h? 27 anos atuando na F?rmula 1.

Marcelo Medeiros, diretor de rela??es institucionais do Hospital Leforte, explicou no ato de assinatura do contrato, que considera essa miss?o o ponto alto de seu envolvimento com outras atividades esportivas. ?Temos uma longa hist?ria e a presen?a na F?rmula 1 atesta nosso padr?o de excel?ncia?. O hospital Leforte foi o respons?vel pela assist?ncia m?dica das provas da?WEC (World Endurance Championship)? organizada pelo piloto Emerson Fittipaldi em Interlagos.

Marcos Medeiros - diretor de assuntos do Hospital Leforte. Foto: Amauri Yamazaki
Marcelo Medeiros – diretor de?RI do Hospital Leforte. Foto: Amauri Yamazaki

A CEO do GP Brasil de F?rmula 1, Claudia Ito, lembrou que o hospital ? um dos pontos cruciais da mega-opera??o para a realiza??o da prova, envolvendo 10 mil pessoas nos tr?s dias. ?Um hospital e um atendimento desse padr?o s?o essenciais no nosso evento?, justificou.

O hospital Leforte foi o respons?vel pela assist?ncia m?dica das provas da?WEC (World Endurance Championship) organizada pelo piloto Emerson Fittipaldi em Interlagos.

Nos anos anteriores a assist?ncia m?dia de pilotos e equipes foi realizada pelo hospital S?o Luiz.

Ainda durante a cerim?nia, o m?dico Dino Altmann falou tamb?m das medidas de seguran?a que a FIA est? analisando para o ano que vem. E adiantou que, no momento, o ?shield? ? uma esp?cie de para-brisa ? ? o que tem mais chances de ser indicado como novo recurso de prote??o do cockpit dos pilotos.

O Leforte tamb?m estar? envolvido com um semin?rio oficial da FIA sobre seguran?a no automobilismo sul-americano que ser? realizado no audit?rio do pr?prio hospital, em outubro.

Dino Altman - diretor do GP Brasil de F-1. Foto: Amauri Yamazaki
Dr. Dino Altmann -?respons?vel pela opera??o m?dica?do GP Brasil de F-1. Foto: Amauri Yamazaki

Com uma hist?ria de mais de 70 anos, o Leforte ? resultado da uni?o das marcas Bandeirantes e Leforte, ocorrida em maio.

Refer?ncia em especialidades como neurologia, cardiologia e oncologia, traumatologia e pediatria, investe continuamente em inova??o e tecnologia. At? o fim do ano a institui??o ter? processos totalmente digitais, medida que garantir? mais agilidade e seguran?a para seus pacientes. S?o 400 leitos e mais de 3.000 m?dicos prontos para oferecer atendimento humanizado e personalizado. Anualmente s?o realizadas 115 mil consultas, 235 mil atendimentos de urg?ncia e emerg?ncia e mais de 17 mil cirurgias. As duas unidades possuem heliporto.

O Grande Pr?mio do Brasil de F?rmula 1 acontece nos dias 10, 11 e 12 de novembro no aut?dromo de Interlagos, em S?o Paulo.

Os ingressos para a corrida, informa??es e imagens em 360 graus dos setores est?o dispon?veis no ?nico site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br.

Claudia Ito - CEO do GP Brasil de F-1, Tamas Rohonyi - Promotor do GP Brasil de F-1, Marcelo Medeiros - Diretor de RI do Hospital Leforte, Rodrigo Lopes - CEO do Hospital Leforte, Dr. Dino Altmann - Respons?vel pela Opera??o M?dica do GP Brasil de F-1 e Dr. M?rio L?cio A. Baptista Filho - diretor cl?nico do Hospital Leforte.  Foto: Divulga??o
Claudia Ito – CEO do GP Brasil de F-1, Tamas Rohonyi – Promotor do GP Brasil de F-1, Marcelo Medeiros – Diretor de RI do Hospital Leforte, Rodrigo Lopes – CEO do Hospital Leforte, Dr. Dino Altmann – Respons?vel pela Opera??o M?dica do GP Brasil de F-1 e Dr. M?rio L?cio A. Baptista Filho – diretor cl?nico do Hospital Leforte. Foto: Divulga??o
O GP Brasil de F-1 acontece nos dias 10, 11 e 12 de novembro. Foto: Divulga??o
O GP Brasil de F-1 acontece nos dias 10, 11 e 12 de novembro no aut?dromo de Interlagos em S?o Paulo. Foto: Divulga??o
Claudia Ito - CEO do GP Brasil de F-1. Foto: Amauri Yamazaki
Claudia Ito – CEO do GP Brasil de F-1. Foto: Amauri Yamazaki

Escreva um comentário