O finlandês foi perfeito desde a largada mostrando uma atípica superioridade sobre Hamilton. Red Bull Honda termina em terceiro com Max Verstappen.

Amauri Yamazaki – São Paulo – SP

A abertura do Campeonato Mundial de F-1 deste ano teve uma surpresa logo no início, com Valtteri Bottas da Mercedes que largou em segundo, tomando a liderança de Lewis Hamilton na largada, seguido pelas Ferraris de Vettel e Leclerc.

O australiano Daniel Ricciardo corria em casa deixou o carro escapar para a grama na largada e acabou danificando completamente o spoiler dianteiro de sua Renault. Com o dano, Ricciardo teve de ir para os boxes e acabou por abandonar a corrida na trigésima primeira volta. Uma grande decepção para todos.

Valtteri Bottas foi brilhantes no GP da Austrália com vitória de ponta a ponta. Foto: Mercedes

Ainda na primeira volta, Verstappen da Red Bull Honda foi para cima de Leclerc e conseguiu a terceira posição, enquanto Hamilton tentava uma aproximação em cima de Bottas, que seguia na liderança.

Atrás da Ferrari de Leclerc, vinham as Haas de Magnussen e Grosjean.

Após a segunda volta, Bottas começou a abrir vantagem sobre Hamilton que não conseguia aproximação de seu companheiro de equipe, com Vettel seguindo de perto.

Na décima primeira volta, a McLaren do espanhol Carlos Sainz parou na pista com problemas no motor Renault, que quebrou.

Na décima sexta volta, a Haas de Romain Grosjean parou para o primeiro pit-stop, mas teve problemas para colocar a roda dianteira esquerda. A mesma roda se soltou na trigésima primeira volta, fazendo o piloto abandonar a prova. No ano passado a Haas de Grosjean teve o mesmo problema na mesma roda.

A largada foi importante para Bottas assumir a liderança e mantê-la até o final. Foto: Mercedes

Também na décima sexta-volta, Lewis Hamilton fez o seu primeiro pit-stop, pois segundo o pessoal da Mercedes, Vettel se aproximava e poderia conquistar a posição do inglês. Porém, mais tarde esta decisão de mostrou equivocada, sendo que Hamilton questionou a equipe pelo rádio pela parada não programada.

Valtteri Bottas seguia sozinho na liderança com tranquilidade. Era o dia dele.

Na trigésima primeira volta, Max Verstappen foi para cima da Ferrari de Sebastian Vettel e ultrapassou o alemão por fora da curva, uma manobra sensacional.

Max Verstappen da Red Bull Honda fez uma apresentação espetacular e chegou a disputar a segunda colocação com Lewis Hamilton da Mercedes. Foto: Charles Coates/Getty Images

Enquanto Verstappen dava um show na pista, seu companheiro de equipe o francês Pierre Gasly, tinha dificuldades em ultrapassar a Toro Rosso Honda de Daniil Kyvat que estavam na sua frente, em uma corrida de pouca competitividade. Gasly terminou em décimo primeiro fora da zona dos pontos.

Max Verstappen comemora primeiro pódio da parceria Red Bull Honda. Foto: Charles Coates-Getty Images

O finlandês Kimi Raikkonen que estreou pela Alfa Romeu ocupava a oitava posição.

Nas voltas finais, o monegasco Charles Leclerc da Ferrari vinha na quinta posição, andando mais rápido que Sebastian Vettel que estava em terceiro, mas o alemão conseguiu manter a posição até o final da prova.

Foi uma boa estreia para Leclerc em sua primeira corrida pela Ferrari.

Max Verstappen da Red Bull Honda chegou na frente das duas Ferraris. Pilotagem brilante. Foto: Mark Thompson/Getty Images)

No final, vitória brilhante de Valtteri Bottas seguido por Hamilton, Verstappen, Vettel, Leclerc, Magnussen e Nico Hulkenberg.

Bottas chegou com mais de 20 segundos de vantagem sobre Hamilton.

Minutos antes da largada, os pilotos e a FIA fizeram uma homenagem a Charles Whiting (66), ex-diretor de prova que morreu na Austrália vítima de embolia pulmonar. Whiting foi mecânico da equipe inglesa Hesketh e trabalhou na Williams com Nelson Piquet.

PRÓXIMA PROVA: GP do BAHREIN dia 31 de março

RESULTADO DO GP DA AUSTRÁLIA DE F-1

PosPilotoCarroVoltasTempoPts
1Valtteri BottasMercedes581:25:27.32526
2Lewis HamiltonMercedes58+20.886s18
3Max VerstappenRed Bull Honda58+22.520s15
4Sebastian VettelFerrari58+57.109s12
5Charles LeclercFerrari58+58.230s10
6Kevin MagnussenHaas Ferrari58+87.156s08
7Nico HulkenbergRenault57+1 volta06
8Kimi RäikkönenAlfa Romeo Ferrari57+1 volta04
9Lance StrollRacing Point Mercedes57+1 volta02
10Daniil KvyatToro Rosso Honda57+1 volta01
11Pierre GaslyRed Bull Honda57+1 volta0
12Lando NorrisMcLaren Renault57+1 volta0
13Sergio PerezRacing Point Mercedes57+1 volta0
14Alexander AlbonToro Rosso Honda57+1 volta0
15Antonio GiovinazziAlfa Romeo Ferrari57+1 volta0
16George RussellWilliams Mercedes56+2 voltas0
17Robert KubicaWilliams Mercedes55+3 voltas0
18Romain GrosjeanHaas Ferrari29Não termin0
19Daniel RicciardoRenault28Não termin0
20Carlos SainzMcLaren Renault09Não termin0

CAMPEONATO MUNDIAL DE CONSTRUTORES 2019

PosiçãoEquipePontos
01Mercedes 044
02Ferrari 022
03Red Bull Honda 015
04Haas Ferrari 008
05Renault 006
06Alfa Romeu 004
07Racing Point Mercedes 002
08Toro Rosso Honda 001
09McLaren Mercedes 000
10Williams Mercedes 000

CAMPEONATO MUNDIAL DE PILOTOS F-1

PosPilotoPaísCarroPts
1Valtteri BottasFinlândiaMercedes26
2Lewis HamiltonInglaterraMercedes18
3Max VerstappenHolandaRed Bull Honda15
4Sebastian VettelAlemanhaFerrari12
5Charles Leclerc MônacoFerrari10
6Kevin Magnussen DinamarcaHaas Ferrari08
7Nico Hulkenberg AlemanhaRenault06
8Kimi RaikkonenFinlândiaAlfa Romeu04
9Lance StrollCanadáRacing Point Mercedes02
10Daniil Kyvat RússiaToro Rosso Honda01
11Pierre GaslyFrançaRed Bull Honda00
12Lando NorrisInglaterraMcLaren Renault00
13Sérgio Perez MéxicoRacing Point Mercedes00
14Alexander Albon ThailândiaToro Rosso Honda00
15Antonio Giovinazzi ItáliaAlfa Romeu00
16George RussellInglaterraWilliams Mercedes00
17Robert KubicaPolôniaWilliams Mercedes00

 

O holandês Max Verstappen da Red Bull Honda foi aplaudido na volta aos boxes após conquistar a terceira posição no GP da Austrália. Foto: Robert Cianflone-Getty Images
Takahiro Hachigo presidente mundial da Honda (centro de terno azul claro) entre Christian Horner e Helmut Marko da Red Bull em Melbourne, Australia. Foto: Mark Thompson/Getty Images
Alegria no boxe da Red Bull Honda e otimismo para a próxima prova no Bahrein daqui há 15 dias. Foto: Mark Thompson/Getty Images

Escreva um comentário