Finalmente a Ferrari conseguiu bater as duas Mercedes e larga na pole com Charles Leclerc, tendo a Red Bull Honda de Max Verstappen, ao lado na primeira fila.

São Paulo – SP

Com oito vitórias em oito provas no campeonato mundial da F-1, em 2019, a Mercedes estava tornando as corridas monótonas e previsíveis, com os carros da equipe alemã vencendo todas as provas disputadas até agora no campeonato.

A Ferrari, a única equipe que conseguia chegar perto da equipe alemã, cometeu erros de estratégia no início da temporada, facilitando a vida das Mercedes, que passeavam na pista.

Apenas agora, na nona etapa do campeonato, a Ferrari conseguiu superar as duas Mercedes nos treinos de classificação e vai largar na frente com o monegasco Charles Leclerc, que comemorou a sua segunda pole position na F-1.

Com o tempo de 1min03s003, Leclerc ainda quebrou o recorde da pista para a alegria da Ferrari.

O inglês Lewis Hamilton da Mercedes fez o segundo tempo, mas devido a uma manobra no Q1, quando atrapalhou o piloto Kimi Raikkonen da Alfa Romeo em uma volta rápida, Hamilton foi punido e vai largar na quarta posição.

O também inglês George Russel da Williams atrapalhou o russo Daniil Kyvat da Toro Rosso no Q1 foi punido com a perda de 3 posições.

Kevin Magnussem da Haas fez um excelente treino conquistando o quinto tempo, mas devido a troca de câmbio o piloto foi punido com a perda de 5 posições e vai largar em décimo.

O alemão Sebastian Vettel da Ferrari teve problemas com o motor si carro no Q3 e não conseguiu sair do boxe, o que irritou o tetracampeão, que com a punição de Magnussem, vai largar em novo.

No Q1, o francês Pierre Gasly da Red Bull, que vem sendo bastante cobrado pela imprensa devido a diferença de performance entre ele e Max Verstappen, fez o segundo tempo, mas não conseguiu manter o mesmo ritmo até o Q3.

No Q2, as McLarens Renault que vinham de boas performances na França e no Canadá, não conseguiram passar para o Q3, juntamente com Nico Hulkenberg, Alexander Albon e Romain Grosjean.

A surpresa foi a boa performance da Red Bull Honda de Max Verstappen que no Q3, fez o terceiro tempo, sendo mais rápido que a Mercedes de Valtteri Bottas que terminou a sessão em quarto. Com a punição de Hamilton, Verstappen larga em segundo para delírio da torcida holandesa que está em peso no circuito Red Bull Ring, na cidade de Spielberg.

A largada para o GP da Áustria está programada para as 10:10 deste domingo.

Lewis Hamilton da Mercedes fez o segundo tempo, mas devido a uma manobra que atrapalhou a Alfa Romeo de Kimi Raikkonen, o inglês perdeu três posições e vai largar em quinto. Foto: Will Taylor-Medhurst/Getty Images

GRID DE LARGADA DO GP DA ÁUSTRIA DE F-1

Pos Piloto Carro Q3 Voltas
1 Charles Leclerc Ferrari 1:03.003 19
2 Lewis Hamilton Mercedes 1:03.262 27
3 Max Verstappen Red Bull Honda 1:03.439 18
4 Valtteri Bottas Mercedes 1:03.537 25
5 Kevin Magnussen Haas Ferrari 1:04.072 20
6 Lando Norris McLaren Renault 1:04.099 19
7 Kimi Räikkönen Alfa Romeo Ferrari 1:04.166 23
8 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Ferrari 1:04.179 22
9 Pierre Gasly Red Bull Honda 1:04.199 18
10 Sebastian Vettel Ferrari 09
11 Romain Grosjean Haas Ferrari 18
12 Nico Hulkenberg Renault 12
13 Alexander Albon Toro Rosso Honda 15
14 Daniel Ricciardo Renault 12
15 Carlos Sainz McLaren Renault 12
16 Sergio Perez Racing Point Mercedes 08
17 Lance Stroll Racing Point Mercedes 09
18 Daniil Kvyat Scuderia Toro Rosso Honda 08
19 George Russell Williams Mercedes 12
20 Robert Kubica Williams Mercedes 11

 

Max Verstappen da Red Bull Honda vai largar em segundo na primeira fila do GP da Áustria de F-1. Foto: Mark Thompson/Getty Images
A Red Bull Honda teve um bom desempenho para o GP da Áustria com Max Verstappen e Pierre Gasly. Foto by Charles Coates/Getty Images
O alemão Sebastian Vettel da Ferrari foi prejudicado no Q3 devido a problemas na Ferrari. Foto: Ferrari
Modelos holandesas desfilam no paddock. Foto: Bryn Lennon/Getty Images

Escreva um comentário