Festival deverá gerar cerca de R$ 40 milhões no turismo da cidade e 1500 empregos diretos.

Apoio renovado de grandes marcas como Mercedes-Benz, Eisenbahn e Aurora Alimentos.

São Paulo – SP

Em sua terceira edição, a maior festa popular alemã já conquistou o coração dos brasileiros que vivem ou visitam a maior capital econômica da América do Sul.

A São Paulo Oktoberfest acontece de 20 de setembro a 06 de outubro em um novo local, no Jockey Club de São Paulo, e já está consolidada no calendário oficial da cidade onde se concentra o maior número de empresas alemãs do País.

Trazendo uma programação que reúne tradição e modernidade, de alta conectividade com o público e engajamento de grandes marcas e poder público, a organização da São Paulo Oktoberfest estima que a realização do evento neste ano deverá criar um fluxo no turismo da cidade superior a R$ 40 milhões.

O evento deve também gerar aproximadamente 1.500 empregos diretos e indiretos.

De acordo com a Câmara-Brasil Alemanha – que conta com mais de 1.200 empresas associadas de todo o Brasil, representantes dos mais diversos setores e segmentos da economia – São Paulo é o maior polo industrial alemão fora da Alemanha.

No Brasil, o capital alemão representa aproximadamente 10% do PIB industrial do País.

O Estado de São Paulo, centro econômico da América Latina, abriga mais de 900 subsidiárias de empresas alemãs que atuam nos mais diferentes setores da indústria e de serviços.

São Paulo é também a maior capital de eventos da América Latina, com uma variedade cultural, musical, gastronômica e de lazer muito especial.

Nesse contexto, a São Paulo Oktoberfest conta com o apoio institucional e operacional da Prefeitura Municipal de São Paulo, que busca a partir deste ano intensificar o fluxo de turismo na capital.

Economia criativa
“O futuro do desenvolvimento da cidade de São Paulo está ligado à economia criativa, que envolve os setores da cultura, esporte, turismo, gastronomia e arte e estimula a geração de empregos e renda. A cidade mostra assim, para o Brasil e para o mundo. o seu talento e capacidade para a realização de grandes eventos”, afirma o prefeito de São Paulo, Bruno Covas.

A São Paulo Oktoberfest integra um dos 17 maiores eventos estratégicos da cidade paulista. “Com o sucesso crescente da festa e seu impacto na cultura da cidade, acreditamos que em breve vamos contar com um abraço ainda maior de empresas alemãs que enxergam nesse festival não apenas a valorização de sua cultura como também engajamento mais descontraído com seus públicos”, diz o fundador do festival no Brasil, Walter Cavalheiro.

Walter Cavalheiro promotor da 3ª São Paulo Oktoberfest. Foto: Amauri Yamazaki

Referência alemã
“A São Paulo Oktoberfest é um convite para que paulistanos e brasileiros de todo o país vivenciem a Alemanha de verdade: uma nação alegre, que celebra a família e que tem seu olhar voltado para o futuro. A importância de termos uma festa desse gênero no calendário oficial da cidade de São Paulo é ímpar.

Ela traz consigo o aumento de investimentos na região, assim como a geração de empregos e a divulgação da cidade como um destino turístico”, afirma Philipp Schiemer, Presidente da Câmara Brasil-Alemanha.

“Nossa referência para estabelecer o padrão de qualidade e organização do festival foi a Oktoberfest de Munique. Chegamos à terceira edição desse festival cultural com várias conquistas.

O apoio renovado de grandes parceiros institucionais e de negócios, como as marcas Mercedes-Benz, Eisenbahn, Aurora e Truckvan, é prova disso”, acrescenta Cavalheiro.

As duas primeiras edições do evento somaram um público geral de 150 mil visitantes. A previsão para 2019 é receber um público superior ao do ano passado, que foi de 80.000 pessoas. “Em poucos anos a São Paulo Oktoberfest vai se tornar uma das maiores festas culturais alemãs do mundo”, aposta Walter Cavalheiro.

Gente bonita todos os dias. Divulgação

Escreva um comentário