Tetracampeão alemão estava em situação delicada sendo criticado por seus erros e por andar atrás de seu companheiro de equipe, o novato, Charles Leclerc, que terminou em segundo

São Paulo – SP

O Grande Prêmio de Singapura realizado neste domingo, não foi um dos mais emocionantes, mas trouxe de volta as duas Ferraris fazendo a dobradinha com Sebastian Vettel e Charles Leclerc.

Vettel não vencia um GP há 22 corridas e sofria grande pressão da equipe e da imprensa devido aos seus erros desde o ano passado quando perdeu o título para Lewis Hamilton, após bater sozinho no GP da Alemanha, quando estava em primeiro.

Antes da prova, a Ferrari não era considerada a favorita, mas desde os treinos de sexta-feira, a Ferrari de Charles Leclerc andava na frente das Mercedes e das Red Bull, que ficaram surpresas com a boa performance da equipe italiana.

Na largada, os primeiros pilotos mantiveram suas posições com Leclerc em primeiro, seguido por Hamilton, Vettel, Verstappen, Bottas e Albon.

Ainda na primeira volta, Vettel forçava em cima de Hamilton que se defendia como pode para manter a segunda posição,  e Carlos Sainz da McLaren informava aos boxes que estava com um pneu furado devido a um toque da Renault de Nico Hulkenberg na disputa por posição.

A corrida seguia sem grandes novidades quando na vigésima volta, Sebastian Vettel parou nos boxes para a troca de pneus junto com Max Verestappen que reclamava de falta de aderência e balanço nos freios.

Na volta seguinte foi a vez de Charles Leclerc parar nos boxes e voltar para a pista, atrás de seu companheiro de equipe Sebastian Vettel.

Pelo rádio, Leclerc reclamou com a Ferrari e perguntou “que diabos estava acontecendo”. Seu engenheiro mandou ele abaixar a cabeça e seguir em frente, mas Leclerc respondeu que estava chateado e que ficaria assim “até o final da corrida” inconformado com a perda da primeira posição.

Na trigésima sexta volta, um acidente envolvendo a Williams de George Russel e a Haas de Romain Grosjean provocou a entrada do safety-car, pois a Williams ficou parada na pista em local perigoso.

Na quadragésima terceira volta, Sergio Perez parou sua Racing Point Mercedes devido a problemas mecânicos provocando novamente a entrada do safety car.

No final, vitória de Sebastian Vettel com Charles Leclerc em segundo a 2,6 segundos de distância com Max Verstappen feliz por ter terminado em terceiro, a frente da Mercedes de Lewis Hamilton.

Próxima Corrida: GP da Rússia – 29 de setembro

Apesar do stress de Leclerc pelo rádio com a equipe, no final festa da Ferrari, com todos satisfeitos. Ferrari

RESULTADO DO GP DE SINGAPURA DE F-1

Pos Piloto Carro Voltas Tempo Pts
1 Sebastian Vettel Ferrari 61 1:58:33.667 25
2 Charles Leclerc Ferrari 61 +2.641s 18
3 Max Verstappen Red Bull Honda 61 +3.821s 15
4 Lewis Hamilton Mercedes 61 +4.608s 12
5 Valtteri Bottas Mercedes 61 +6.119s 10
6 Alexander Albon Red Bull Honda 61 +11.663s 8
7 Lando Norris McLaren Renault 61 +14.769s 6
8 Pierre Gasly Toro Rosso Honda 61 +15.547s 4
9 Nico Hulkenberg Renault 61 +16.718s 2
10 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Ferrari 61 +27.855s 1
11 Romain Grosjean Haas Ferrari 61 +35.436s 0
12 Carlos Sainz McLaren Renault 61 +35.974s 0
13 Lance Stroll R Point Mercedes 61 +36.419s 0
14 Daniel Ricciardo Renault 61 +37.660s 0
15 Daniil Kvyat Toro Rosso Honda 61 +38.178s 0
16 Robert Kubica Williams Mercedes 61 +47.024s 0
17 Kevin Magnussen Haas Ferrari 61 +86.522s 0
18 Kimi Räikkönen Alfa Romeo Ferrari 49 Não termin 0
19 Sergio Perez R Point Mercedes 42 Não termin 0
20 George Russell Williams Mercedes 34 Não termin 0

CAMPEONATO MUNDIAL DE CONSTRUTORES DA  F-1

Posição Equipe Pontos
01 Mercedes  527
02 Ferrari  394
03 Red Bull Honda  289
04 McLaren Renault  89
05 Renault  67
06 Toro Rosso Honda  55
07 Racing Point Mercedes  46
08 Alfa Romeo Ferrari  35
09 Haas Ferrari  26
10 Williams Mercedes  01

CAMPEONATO MUNDIAL DE PILOTOS 2019

Pos Piloto País Carro Pts
01 Lewis Hamilton Inglaterra Mercedes 296
02 Valtteri Bottas Finlândia Mercedes 231
03 Charles Leclerc Mônaco Ferrari 200
04 Max Verstappen Holanda Red Bull Honda 200
05 Sebatian Vettel Alemanha Ferrari 194
06 Pierre Gasly França Red Bull Honda 69
07 Carlos Sainz Espanha McLaren Renault 58
08 Alexander Albon Tailândia Red Bull Honda 42
09 Daniel Ricciardo Austrália Renault 34
10 Daniil Kyvat Rússia Toro Rosso Honda 33
11 Nico Hulkenberg Alemanha Renault 33
12 Lando Norris Inglaterra McLaren Renault 31
13 Kimi Raikkonen Finlândia Alfa Romeo Ferrari 31
14 Sergio Perez México R Point Mercedes 27
15 Lance Stroll Canadá R Point Mercedes 19
16 Kevin Magnussen Dinamarca Haas Ferrari 18
17 Romain Grosjean França Haas Ferrari 8
18 Antonio Giovinazzi Itália Alfa Romeo Ferrari 4
19 Robert Kubica Polônia Williams Mercedes 1
20 George Russel Inglaterra Williams Mercedes 0

 

No final, Lewis Hamilton foi para cima da Red Bull de Max Verstappen para tentar a conquista da terceira posição. Mercedes
Max Verstappen da Red Bull Honda feliz no pódio com a terceira posição. Foto: Mark Thompson/Getty Images
Alexander Albon terminou na sexta posição somando pontos importantes para a equipe. Foto: Mark Thompson/Getty Images
Verstappen e Leclerc conversam após a prova. Foto: Clive Mason/Getty Images
Robert Kubica da Williams Mercedes anunciou em Singapura que estará deixando a equipe ao final da temporada. Williams.

Singapura é um país rico com apenas 5 milhões de habitantes. Sistema financeiro está entre as fontes de divisas para o país. Divulgação

Escreva um comentário