Festival reuniu mais de 100 mil pessoas em 11 dias deixando um legado positivo e gosto de quero mais para a cidade de São Paulo.

Data para a edição de 2020: 17 de setembro a 4 de outubro.

São Paulo – SP

Superando todos os recordes, a edição 2019 da São Paulo Oktoberfest – realizada no Jockey Club de São Paulo, entre os dias 20 de setembro a 06 de outubro – reuniu um público de mais de 100 mil pessoas em um território de experiências culturais, gastronômicas, cervejeiras e de entretenimento.

A festa teve seus ingressos esgotados com 5 dias de antecedência e em seu último dia, foi coroada com a participação de 10 mil pessoas, levando o público, artistas e organização a um grand finale emocionante, ao som da banda Queen Experience.

Estamos muito felizes com os resultados. A presença e alegria do público confirma o sucesso do festival. É um projeto complexo e audacioso e fomos consagrados por este público maravilhoso de todo o País e também de outras nações. Encontrei em minhas caminhadas pelo evento, pessoas de Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Argentina, Uruguai, Chile e até Alemanha, que curtiram o evento de uma maneira muito saudável e alegre.”, comenta o fundador do festival em São Paulo, Walter Cavalheiro Filho. “Seguimos deixando um legado positivo para São Paulo, fazendo história e sempre aprendendo com a experiência a cada ano que passa”, acrescentou Cavalheiro.

Walter Cavalheiro Filho idealizador e promotor da São Paulo Oktoberfest e sua esposa Soraya no Camarote Mercedes. Foto: Amauri Yamazaki

História, trajetória e resultados da maior festa alemã de São Paulo

O evento completou 3 anos em 2019 em São Paulo, superando o público dos anos anteriores e batendo a marca de 250 mil visitantes, desde sua primeira edição em 2017.

Este ano, mais de 102 mil pessoas participaram da festa. As duas primeiras edições do evento somaram um público total de 150 mil visitantes.

Em 2019, a 3ª São Paulo Oktoberfest contou com mais de 100 horas de shows e participação de várias bandas e desfiles típicos alemães, em sua maioria do sul e do sudeste do Brasil, além de bandas brasileiras de grande sucesso nacional para animar a diversidade de públicos da festa.

Uma das bandas típicas que estrearam neste ano foi a Banda Guaianuns, de São Paulo, liderada por jovens de descendência alemã e que trouxe além do repertório alemão, sucessos históricos do Pop Rock mundial a uma plateia mais que engajada com o grupo.

A gastronomia alemã esteve entre as principais atrações da 3ª São Paulo Oktoberfest. Divulgação

A exemplo das duas primeiras edições, a gastronomia típica e a experiência cervejeira proporcionadas por Aurora e pela Eisenbahn, patrocinadores do festival, junto com as cervejarias artesanais foram mais uma vez alguns dos grandes destaques da festa.

Foram mais de:
• 109 mil litros de chope
• 18 mil litros de bebidas não alcoólicas
• 25 toneladas de alimentos na Biertent, cozinha típica alemã
• 15 toneladas na praça de alimentação, cozinha variada

Ainda no tema alimentação, por meio de uma ação planejada em conjunto com a Cruz Vermelha brasileira foram arrecadadas mais de 30 toneladas de alimentos não perecíveis, o que, para a organização do evento, foi motivo de muita comemoração. “É a confirmação de que o paulistano é muito solidário e de que nós como produtores podemos contribuir muito com instituições com necessidades tão especiais como a da Cruz Vermelha brasileira”, afirmou Lilian Carvalho, Head de Planejamento da São Paulo OKtoberfest.

Foto: Jorge Sato

Força da marca São Paulo Oktoberfest
Todo esse cenário reafirma a vocação da cidade de São Paulo na rota dos maiores produtores de festivais. A 3ª São Paulo Oktoberfest foi uma oportunidade de vivenciar uma experiência agregadora sob vários aspectos, tanto em relação ao envolvimento e ativações de marcas, como no engajamento de público e a participação de artistas e de toda cadeia de fornecedores necessária para a realização deste evento, o que representa, somando as 3 edições, a geração de 6 mil empregos diretos e indiretos.

Foto: Amauri Yamazaki

Isso sem falar no engajamento do público com a experiência de marcas e patrocinadores, programação musical e de entretenimento.

Alguns números que destacamos dessa edição:

• 25 mil ingressos para acesso ao parque de diversões
• 50 mil brindes promocionais distribuídos ao público
• 14 ativações nos estandes de patrocinadores
• Mais de R$ 1 milhão com comercio de artigos promocionais e oficiais do festival.

Segundo Cavalheiro, nesta edição, São Paulo definitivamente se conectou a Munique na Alemanha e levou para todo o Brasil, por meio dos apoios de mídia, a mensagem de que a versão paulistana da festa está certamente à altura das maiores festas culturais da Alemanha e do mundo. “E hoje, levar uma expectativa para 2023 de alcançar a marca de 300 mil pessoas é perfeitamente possível. A festa já se tornou uma tradição!”, comentou.

Philipp Schiemer – Presidente da Mercedes Benz. Foto: Amauri Yamazaki

Parcerias como a Mercedes-Benz também deram subsídios para esse crescimento, afinal, fizemos um evento com apenas 200 vagas de estacionamento no Jockey Club de São Paulo. A população entendeu que as linhas especiais montadas pela Mercedes-Benz foram fundamentais e amplamente utilizadas por cerca de 70 mil pessoas para chegar ao evento ”, observa o fundador do festival em São Paulo.

De acordo com a Câmara-Brasil Alemanha – que conta com mais de 1 200 empresas associadas de todo o Brasil, representantes dos mais diversos setores e segmentos da economia – São Paulo é o maior polo industrial alemão fora da Alemanha.

No Brasil, o capital alemão representa aproximadamente 10% do PIB industrial do País.

O Estado de São Paulo, principal centro econômico da América Latina, abriga mais de 900 subsidiárias de empresas alemãs que atuam nos mais diferentes setores da indústria e de serviços.

São Paulo é também a maior capital de eventos e de oportunidades da América Latina, com uma variedade cultural, musical, gastronômica e de lazer muito especial.

Nesse contexto, a São Paulo Oktoberfest conta com o apoio institucional e operacional da Prefeitura Municipal de São Paulo, que busca a partir deste ano intensificar o fluxo de turismo na capital.

Economia criativa
“O futuro do desenvolvimento da cidade de São Paulo está ligado à economia criativa, que envolve os setores da cultura, esporte, turismo, gastronomia e arte e estimula a geração de empregos e renda. A cidade mostra assim, para o Brasil e para o mundo, o seu talento e capacidade para a realização de grandes eventos. Empregando mais de 1 800 pessoas nesta 3ª edição, eventos como a São Paulo Oktoberfest são de grande importância e a Prefeitura certamente estará presente e apoiando”, afirmou o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, na abertura oficial da festa.

Foto: Jorge Sato

Data para a edição de 2020
“A São Paulo Oktoberfest é um convite para que paulistanos e brasileiros de todo o país vivenciem a Alemanha de verdade: uma nação alegre, que celebra a família e que tem seu olhar voltado para o futuro. A importância de termos uma festa desse gênero no calendário oficial da cidade de São Paulo é ímpar. Ela traz consigo o aumento de investimentos na região, assim como a geração de empregos e a divulgação da cidade como um destino turístico”, afirma Philipp Schiemer, Presidente da Câmara Brasil-Alemanha.

Nossa referência para estabelecer o padrão de qualidade e organização do festival foi a Oktoberfest de Munique. Nesses 3 anos temos implantado melhorias contínuas e muito bem avaliadas pelo publico, segundo pesquisas realizadas com nossos visitantes durante o evento.

A Blitz foi uma das bandas que se apresentaram durante a 3ª São Paulo Oktoberfest. Foto: Amauri Yamazaki

Para a 4ª edição, que já tem data marca de 17 de setembro a 4 de outubro de 2020 já estamos trabalhando no sentido de trazer ainda mais entretenimento, conforto e diversão para os jovens e famílias que frequentam nosso evento. Tivemos um crescimento expressivo em alguns números de 2019:

• Praticamente dobramos o volume de bebidas e alimentos no evento
• Crescimento de público em 25%
• Mais de 30% de crescimento de visitantes de fora da cidade de São Paulo
• 40% a mais de volume em expositores no evento

“Esses números nos dão a luz e o caminho e qual rumos devemos seguir à 2020: o início imediato do planejamento e os preparativos para entregar a São Paulo uma festa ainda mais alegre e importante que já faz parte do calendário de eventos estratégicos da cidade e estado de São Paulo”, acrescentou Cavalheiro.

Foto: Jorge Sato
Comidas típicas alemãs estiveram entre as atrações da 3ª São Paulo Oktoberfest. Divulgação

Escreva um comentário