Em uma corrida emocionante o holandês Max Verstappen ultrapassou duas vezes Lewis Hamilton para conquistar sua oitava vitória na categoria

São Paulo – SP

O 48º GP Brasil realizado neste domingo foi uma das provas mais emocionantes do campeonato mundial da F-1.

Havia uma expectativa de um bom resultado da Red Bull Honda, principalmente para o piloto Max Verstappen, que havia feito os melhores tempos no Q1, Q2 e Q3, no sábado.

Na largada, Max Verstappen manteve a ponta seguido por Sebastian Vettel e Lewis Hamilton, que ultrapassou a Ferrari de Vettel por fora na freada da primeira curva.

Max Verstappen largou na pole e manteve a ponta após a largada. Foto: Mark Thompson/Getty Images

A corrida seguiu normalmente com o francês Charles Leclerc da Ferrari ganhando posições rapidamente em uma corrida de recuperação.

Na nona volta, Daniel Ricciardo da Renault conseguiu a ultrapassagem em cima de  Romain Grosjean da Haas, que com um toque, acabou rodando na curva após a reta oposta.

Até a 16ª volta, Verstappen liderava seguido por Hamilton, Vettel, Bottas, Albon, Leclerc e Gasly.

Na 19ª volta, a Red Bull informou Verstappen que os pneus do carro de Hamilton estavam em melhores condições trazendo preocupação para o holandês.

Nas duas trocas de pneus que se seguiram durante a prova Max Verstappen sempre voltou atrás de Lewis Hamilton, mas conseguiu ultrapassar o hexacampeão nas retas sem dificuldade.

Na 45ª volta, Sebastian Vettel da Ferrari liderava devido à demora na troca de pneus com Max Verstappen em segundo e Lewis Hamilton em terceiro.

O tailandês Alexander Albon vinha em quarto e Charles Leclerc em quinto seguido pelo francês Pierre Gasly.

Na 52ª volta, o motor Mercedes de Valtteri Bottas começou a soltar fumaça e o piloto finlandês acabou abandonando a prova.

Na 54ª volta, foi acionado o safety car devido ao abandono da Mercedes de Bottas e Max Verstappen foi para o box para a troca de pneus colocando pneus macios.

Com isso, Hamilton assumiu a liderança seguido por Verstappen, Vettel e Albon.

O safety car saiu na volta 60ª volta e Max Verstappen conseguiu a ultrapassagem sobre Hamilton no final da reta dos boxes com facilidade.

Verstappen liderava seguido por Hamilton, Albon, Vettel, Leclerc e Gasly, quando Hamilton tentou uma ultrapassagem sobre Albon provocando uma rodada do piloto da Red Bull que caiu para 14º posição.

Com o acidente o francês Pierre Gasly da Toro Rosso Honda ultrapassou Hamilton e Albon assumindo a segunda posição.

No final, vitória merecida de Max Verstappen com a Red Bull Honda seguido pela Toro Rosso Honda do francês Pierre Gasly e Lewis Hamilton da Mercedes em terceiro, que após a corrida foi punido em 5 segundos devido ao acidente com Alexander Albon.

Com a punição o espanhol Carlos Sainz da McLaren ganhou a terceira posição de Hamilton que caiu para a sétima posição. Foi o primeiro pódio do espanhol na F-1 e um alívio para a McLaren que não subia no pódio há mais de 4 anos.

EVOLUÇÃO DO MOTOR HONDA

Com a evolução do motor Honda a equipe Red Bull acredita que irá disputar os títulos de pilotos e construtores em 2020 com a Mercedes e a Ferrari.

RECORDE DE PÚBLICO

De acordo com a organização da prova todos os ingressos do GP Brasil foram vendidos batendo um novo recorde de público desde 2001, com um total de 158.200 pessoas presentes nos 3 dias do evento.

Próxima prova: 1 de dezembro – Abu Dhabi

O holandês Max Verstappen comemorou sua oitava vitória na F-1. Foto: Dan Istitene/Getty Images

RESULTADO DO GP BRASIL DE F-1

Pos Piloto Carro Voltas Tempo Pts
1 Max Verstappen Red Bull Honda 71 1:33:14.678 25
2 Pierre Gasly Toro Rosso Honda 71 +6.077s 18
3 Carlos Sainz McLaren Renault 71 +8.896s 15
4 Kimi Räikkönen Alfa Romeo 71 +9.452s 12
5 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo 71 +10.201s 10
6 Daniel Ricciardo Renault 71 +10.541s 8
7 Lewis Hamilton Mercedes 71 + 11.139s 6
8 Lando Norris McLaren Renault 71 +11.204s 4
9 Sergio Perez Racing Point 71 +11.529s 2
10 Daniil Kvyat Toro Rosso Honda 71 +11.931s 1
11 Kevin Magnussen Haas Ferrari 71 +12.732s 0
12 George Russell Williams 71 +13.599s 0
13 Romain Grosjean Haas Ferrari 71 +14.247s 0
14 Alexander Albon Red Bull Honda 71 +14.927s 0
15 Nico Hulkenberg Renault 71 +18.059s 0
16 Robert Kubica Williams 70 +1 volta 0
17 Sebastian Vettel Ferrari 65 Não term 0
18 Charles Leclerc Ferrari 65 Não term 0
19 Lance Stroll Racing Point 65 Não term 0
20 Valtteri Bottas Mercedes 51 Não term 0

CAMPEONATO MUNDIAL DE CONSTRUTORES DA  F-1

Posição Equipe Pontos
01 Mercedes  701
02 Ferrari  479
03 Red Bull Honda  391
04 McLaren Renault  140
05 Renault  91
06 Toro Rosso Honda  83
07 Racing Point  67
08 Alfa Romeo  57
09 Haas Ferrari  28
10 Williams Mercedes  01

CAMPEONATO MUNDIAL DE PILOTOS 2019

Pos Piloto País Carro Pts
01 Lewis Hamilton Inglaterra Mercedes 387
02 Valtteri Bottas Finlândia Mercedes 314
03 Max Verstappen Holanda Red Bull Honda 260
04 Charles Leclerc Mônaco Ferrari 249
05 Sebastian Vettel Alemanha Ferrari 230
06 Pierre Gasly França Toro Rosso Honda 95
07 Carlos Sainz Espanha McLaren Renault 92
08 Alexander Albon Tailândia Red Bull Honda 84
09 Daniel Ricciardo Austrália Renault 52
10 Sergio Perez México Racing Point 46
11 Lando Norris Inglaterra McLaren Renault 45
12 Kimi Raikkonen Finlândia Alfa Romeo 43
13 Nico Hulkenberg Alemanha Renault 37
14 Daniil Kyvat Rússia Toro Rosso Honda 35
15 Lance Stroll Canadá Racing Point 21
16 Kevin Magnussen Dinamarca Haas Ferrari 20
17 Antonio Giovinazzi Itália Alfa Romeo 14
18 Romain Grosjean França Haas 8
19 Robert Kubica Polônia Williams Mercedes 1
20 George Russel Inglaterra Williams Mercedes 0
Roberto Akiyama Vice Presidente da Honda Automóveis do Brasil comemora dobradinha dos carros com motor Honda no GP Brasil. Divulgação
Euclides Araújo, Marcos Bento e Roberto Moreno da Honda South America no Sky Lounge da Red Bull em Interlagos. Divulgação

 

Escreva um comentário