Sedã da Honda teve a menor desvalorização do segmento em 2019

São Paulo – SP

O Honda City foi o sedã compacto com a menor desvalorização 2019, de acordo com pesquisa realizada pela Agência Auto-Informe, especializada em informações automotivas.

De acordo com a pesquisa, o sedã da Honda teve uma desvalorização de apenas 8,6% no período de 12 meses, proporcionando ao proprietário que adquiriu o veículo 0km, uma pequena depreciação no período.

Em segundo lugar ficou o VW Virtus, com 9,5%, e o Chevrolet Cobalt, com 9,8% de desvalorização.

Quanto menor o índice de depreciação, maior a procura do veículo no segmento de veículos seminovos, facilitando a vida do proprietário quando deseja vender o automóvel.

Uma boa assistência técnica da montadora também é um dos fatores que aumentam a procura do modelo e consequentemente diminuem sua depreciação.

Na avaliação de Luiz Cipolli Junior, do Departamento de Pesquisa da Agência Autoinforme, “a depreciação depende de vários fatores: do tamanho do carro, da marca, da rede de revendedores, do cuidado que a marca tem em relação ao pós-vendas, ao segmento, a origem, ao fato de ter grande volume de venda, à sua aceitação no mercado. Daí a importância do selo”.

O evento contou com a participação da imprensa especializada, de representantes da Anfavea, da Fenabrave e demais entidades ligadas ao setor.

O Prêmio Maior Valor de Revenda foi idealizado e é de propriedade do jornalista Joel Leite.

Escreva um comentário