Modelo topo de linha do Civic vem com motor 1.5 turbo com 173 cv de potência ao preço de R$ 134.900,00

São Paulo – SP

Avaliamos o Honda Civic Touring o  sedã médio equipado  com motor turbo produzido na fábrica da montadora na cidade de Sumaré – SP.

A linha Civic mudou pouco em sua versão 2020, onde se destacam uma parte cromada envolvendo os faróis auxiliares na dianteira, rodas escurecidas e uma parte cromada abaixo do para-choque traseiro.

O motor turbo tem inúmeras vantagens com relação ao motor aspirado, pois produz potência com baixa cilindrada, menor consumo de combustível (e consequentemente menor emissão de poluentes) e baixo ruído, sendo muito utilizado pelas marcas de luxo Audi, BMW, Mercedes e Volvo.

Nos EUA, o Civic é o sedã médio mais vendido ficando a frente de seu concorrente Toyota Corolla.

No Brasil, o Civic ocupa a segunda posição no ranking de sedãs médios a frente do Chevrolet Cruze e do VW Jetta.

O Civic tem a aparência mais esportiva do segmento, sendo agradável de dirigir, proporcionando conforto para cinco adultos.

Rodas escurecidas na versão 2020. Foto: Amauri Yamazaki

Mesmo com o trânsito pesado das grandes cidades, dá para sentir a grande diferença que o motor turbo proporciona para a versão Touring, se comparado com a versão 2.0 aspirado, da versão EXL.

O motor turbo roda mais macio, tem mais potência nas subidas, ultrapassagens e retomadas propiciando uma condução mais confortável para o motorista.

A versão com motor turbo (importado do Japão) não é flex, sendo que com gasolina o consumo médio apenas com o motorista e sem bagagem, foi de 9,5 km/l no trânsito de São Paulo. Na estrada o consumo ficou na casa dos 13,5 km/l.

O câmbio automático CVT consegue aproveitar bem a potência do motor minimizando perdas.

Motor turbo 1.5 com 173 cv de potência é o grande atrativo do Touring. Foto: Amauri Yamazaki

O Civic Touring vai de 0 a 100 km/h em apenas 7.6 segundos.

A diferença do Civic da 10ª geração é grande com relação a 9ª geração. O carro está maior, mais robusto e mais confortável dando a impressão de ter subido uma categoria encostando no Honda Accord.

A carroceria ficou 25% mais rígida e 22 kg mais leve, com um subchassi mais rígido na traseira onde é montada a suspensão multilink  proporcionando mais segurança para todos os passageiros.

A versão Touring tem a mais que a versão EXL, o Lane Watch que consiste numa câmera no retrovisor direito que mostra na tela multimídia de 7 polegadas a imagem do lado direito do carro, toda vez que o motorista liga o pisca-pisca para o lado direito.

Painel de instrumentos com excelente ergonomia e boa visibilidade para o motorista. Foto: Honda
Saídas de ar para os passageiros do banco traseiro fazem grande diferença. Foto: Amauri Yamazaki

O teto solar está disponível somente na versão Touring.

Teto solar na versão Touring. Foto: Amauri Yamazaki

A versão 2020 trouxe a nova cor azul cósmico que de cara agradou os clientes e gerou fila de espera para a cor disponível nas outras versões do Civic.

HONDA CIVIC Touring

Motor: 4 cilindros, dianteiro, transvesal, 16V, 1.498 cm3, turbo, com injeção direta a gasolina

Potência: 173 cv a 5.500 rpm. Torque de 22,4 kgfm a 5.500 rpm

Transmissão: CVT simula 7 velocidades

Suspensão: Independente McPherson e multilink traseira

Rodas e Pneus: liga leve 17 polegadas com pneus 215/50 R17

Freios: A disco ventilados na dianteira e a disco sólidos na traseira

Peso: 1.326 kg em ordem de marcha

Dimensões: 4.637 mm de comprimento, 1.800 mm de largura, 1.433 mm de altura e 2.700 mm entre-eixos

Porta-Malas: 519 litros

Tanque de Combustível: 56 litros

Preço: R$ 134.900,00 com pintura sólida

Linhas aerodinâmicas da 10 geração do modelo. Foto: Amauri Yamazaki
Porta-malas com capacidade para 519 litros acima dos 470 litros do Toyota Corolla. Foto: Amauri Yamazaki
Carregador de celular sem fio somente na versão Touring do Civic 2020. Foto: Honda
O Honda Civic tem a melhor aerodinâmica do segmento de sedãs médios. Foto: Amauri Yamazaki

Escreva um comentário