O piloto inglês Lewis Hamilton da Mercedes pediu um aumento de salário para 55 milhões de euros por ano

São Paulo – SP

De acordo com informações divulgadas pelo jornal italiano Corriere dello Sport, em janeiro, as negociações para a renovação do contrato entre o hexacampeão da F-1, Lewis Hamilton, e a Mercedes, já começaram.

O inglês tem contrato com a equipe até o final de 2020 e a demora no anúncio da renovação gerou especulação de que o piloto poderia ir para a Ferrari no lugar de Sebastian Vettel, que teve uma temporada decepcionante ficando atrás do segundo piloto da equipe, Charles Leclerc, no mundial de pilotos.

O problema é que Hamilton ganha 42 milhões de euros por ano, estaria pedindo 55 milhões na mesma moeda por temporada, para um contrato de 4 anos, mais a inclusão do piloto como embaixador da equipe quando se aposentar em 2024, caso o contrato seja renovado nestes termos.

O valor estaria sendo considerado pelo chefão da equipe, o austríaco Toto Wolf, como muito puxado tanto no valor, quanto no período já que o piloto está com 35 anos.

Wolff declarou: “Ainda espero que nosso relacionamento continua, mas não estou totalmente no controle disso, Então, se um membro importante sair, isso oferecerá riscos e oportunidades ao mesmo tempo. Não tenho dúvidas de que Lewis é um pilar muito importante dentro da equipe. Os valores dentro da equipe são que a moralidade e a integridade são absolutamente o número 1 da lista”, declarou.

Caso Hamilton ou Bottas não tenham seus contratos renovados a partir de 2021, um dos candidatos a vaga na Mercedes seria o australiano Daniel Ricciardo que está na Renault, mas insatisfeito com o desempenho da equipe.

Os 55 milhões de euros por temporada, somente a Mercedes e a Ferrari teria budget para bancar.

2019 FIA – Premiação Festa de Gala. Mercedes

Escreva um comentário