A informação de um caso fatal foi divulgada ontem ao vivo no Big Brother Brasil, mas só foi confirmada hoje pela manhã pelo governo paulista

São Paulo – SP

O coronavírus fez sua primeira vítima fatal no Brasil, no dia 16 de março – segunda-feira.

A vítima foi um homem de 62 anos atendido em hospital privado na capital paulista, tinha diabetes e hipertensão, sem histórico de viagens.

O governo do Estado recebeu a informação do óbito somente às 10:30 de hoje, terça-feira, 17 de março.

O paciente começou a passar mal no dia 10 de março, foi para o hospital no dia 14 e faleceu no dia 16.

O Estado de São Paulo concentra 64,96% de todos os casos do coronavírus no país.

O Coordenação do Centro de Contingência do Coronavírus de SP, David Uip (67), disse que no Estado de São Paulo está faltando sangue porque os doadores regulares estão com medo de pegar o coronavírus e fez um apelo para que as pessoas doem sangue.

O banco de sangue em São Paulo em melhores condições tem estoque de sangue para uma semana.

O infectologista David Uip reiterou que as pessoas com mais de 60 anos são mais vulneráveis.

   Coronavírus faz primeira vítima fatal no Brasil

No mesmo hospital privado em que a vitima de 62 veio a óbito com o coronavírus, há suspeita de que mais 4 casos de óbito possam ter relação com o vírus, mas ainda não há confirmação oficial.

Na coletiva de imprensa realizada agora à tarde (13:00) uma jornalista questionou as autoridades do governo de um caso fatal em um hospital público no bairro do Tatuapé, em São Paulo, mas as autoridades disseram que o óbito foi de um caso de Influenza, e não de coronavírus.

O Dr. David Uip declarou muita preocupação com os profissionais de saúde que atendem os pacientes contaminados com o coronavírus e que devem obedecer os protocolos de higiene rigorosamente.

Escreva um comentário