Distanciamento social será implementado em 2020 no grid de largada e na eliminação do pódio após a corrida.

A pandemia vai tirar a festa no pódio na Fórmula-1, de acordo com o inglês Ross Brawn (65), diretor da Formula One Management que declarou: “O procedimento do pódio não pode acontecer, mas estamos pensando em fazer algo no grid após a corrida. Uma opção seria alinhar os carros na pista e os pilotos ficarem à frente deles. O grid muito cheio era uma característica das corridas de F-1, simplesmente não poderão acontecer.”

A Federação Internacional de Automobilismo e a F-1, em conjunto com as equipes, estão adotando novos protocolos para evitar a aglomeração para não ter problemas de contaminação com o novo coronavírus.

O grid de largada, um dos momentos mais badalados de uma corrida este ano será diferente, com um número menor de pessoas circulando, e sem a presença das crianças cantando o hino nacional do país e convidados VIP.

De acordo com Ross Brown, as mudanças serão realizadas de forma a manter a F-1 um produto atraente e emocionante. Quanto tempo isso irá durar? Não se sabe, mas será uma norma para 2020, com certeza.

Grid de largada vai ser esvaziado e a pandemia vai tirar a festa no pódio na Fórmula-1, em 2020. Foto: Mark Thompson-Getty Images

RACING POINT VAI MUDAR DE NOME EM 2021

A equipe Racing Point, que antes era a Force India e foi comprada pelo bilionário canadense Lawrence Stroll (60), vai se chamar Aston Martin a partir de 2021.

Stroll também adquiriu uma participação acionária de 16,7% na Aston Martin por 186 milhões de libras, razão pela qual a equipe Racing Point irá mudar de nome a partir do próximo ano, com o seu filho Lance Stroll tendo uma vaga garantida na equipe.

A nova equipe Aston Martin irá utilizar os motores híbridos da Mercedes, que equipavam a Force India e atualmente equipam a Racing Point.

Escreva um comentário