Piloto canadense foi campeão 1.997 pela equipe Williams.

Jacques Villeneuve diz que poderia ter ido para a McLaren após ter sido campeão.

O canadense Jacques Villeneuve revelou esta semana que poderia ter ido para a McLaren após ganhar o título de pilotos da F-1, em 1997.

Villeneuve chegou na F-1 em 1996 com a Williams e de cara foi vice-campeão.

Em 1997, o piloto ganhou o título disputando com o alemão de Michael Schumacher da Ferrari.

Em 1998, a Williams caiu de rendimento e Villeneuve decidiu entrar de sócio na equipe BAR (British American Racing), que tinha como sócio um amigo chamado Craig Pollock.

Porém, antes da transferência para a BAR, o piloto revelou que recebeu um telefonema do projetistas Adrian Newey, na época na McLaren, convidando o piloto a pilotar para a equipe inglesa de Ron Dennis.

Villeneuve disse que recebeu o telefonema em um jantar com seu futuro sócio, Craig Pollock, e acabou deixando de lado o convite da McLaren.

De acordo com o piloto, ele investiu dinheiro na equipe para se tornar um dos sócios minoritários da equipe, que tinha como sócio principal uma empresa de cigarros da Inglaterra.

Contudo, o piloto disse que não vai revelar o quanto investiu na BAR.

Porém, após algumas temporadas sem bons resultados, a equipe foi vendida para a Honda, que após alguns anos decidiu sair da F-1, deixando a equipe quase de graça para Ross Brawn que a batizou de Brawn GP.

No ano de estreia a equipe ganhou o título com Jenson Button e no ano seguinte foi vendida por US$ 80 milhões para a Mercedes.

Jacques Villeneuve com Emerson Fittipaldi e seu filho Emmo. Foto: Amauri Yamazaki

Jacques Villeneuve diz que poderia ter ido para a McLaren.

COMPARTILHAR

Escreva um comentário