Motor 1.2 turbo com 133 cv de potência impressiona pelo desempenho.

Avaliamos o Chevrolet Tracker Premier 1.2 turbo.

Andamos na versão topo de linha do Tracker um dos SUV de maior sucesso em vendas no país.

Desde que trocou de geração em 2020, o Tracker teve um grande aumento de vendas de decorrentes das melhoria incorporadas ao veículo.

A geração anterior era importada do México e a versão atual é produzida no Brasil com uma reconstrução completa do SUV.

O Tracker ficou mais elegante e ganhou muitos equipamentos de conforto e segurança não disponíveis em concorrentes do segmento.

Design robusto e faróis em LED fazem toda a diferença. Foto: Amauri Yamazaki

Versão topo de linha

A versão Premier vem equipada com motor 3 cilindros, 1.2, turbo flex, teto solar panorâmico, espelhamento de smartphones sem fio e sistema multimídia com tela de 8 polegadas.

Conforto, bom acabamento e praticidade estão entre os pontos fortes do Tracker.

Painel de instrumentos do Chevrolet Tracker Premier 2021 com sistema multimídia com tela de 8 polegadas bem posicionada. Foto: Amauri Yamazaki

A versão topo de linha vem com 6 airbags, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, ar-condicionado digital de uma zona, teto solar panorâmico elétrico, carregador sem fio para smartphones, alerta de ponto cego, sistema de estacionamento automático, frenagem automática de emergência e Wi-Fi a bordo 4G, entre outros.

Teto solar panorâmico e bancos envolventes e confortáveis. Foto: Amauri Yamazaki
Espaço para cinco adultos. Foto: Amauri Yamazaki

Poucas montadoras oferecem espelhamento de celular sem fio como o Chevrolet Tracker.

Para se ter uma ideia, a Mercedes A200 sedan, não possui espelhamento sem fio e custa R$ 290.000,00.

Além disso, o sistema multimídia funciona rapidamente e não dá canseira no motorista. A Chevrolet costuma caprichar em equipamentos de conforto e segurança.

Pela sua altura o Tracker é fácil de entrar, fácil de dirigir e possui uma suspensão de sedã proporcionando conforto para todos os passageiros.

Distância entre-eixos de 2.570 mm e rodas de liga-leve de 17 polegadas. Foto: Amauri Yamazaki

Motor

Um dos destaques do SUV o motor e dianteiro, transversal,3 cilindros, 1.2 turbo flex, desenvolve 133 cv de potência com etanol e 132 com gasolina

O torque é de 21,4 kgfm a 2.000 rpm com etanol e 19,4 kgfm com gasolina.

É de impressionar como rende este motor 1.2 turbo, 3 cilindros, flex que desenvolve 133 cv de potência com etanol. Foto: Amauri Yamazaki

O que o Tracker tem de bom:

Design, mecânica turbo excelente, conforto, oferta de equipamentos e valor de revenda.

Wi-Fi a bordo pode se conectar com 7 smartphones em um raio de até 15 metros. Impressionante.

O que o Tracker precisa melhorar:

Incluir ar-condicionado de duas zonas na versão Premier e dutos de ar para os passageiros do banco traseiro.

Bem como, aumentar o tamanho do tanque de 44 litros, principalmente para quem abastece com etanol.

Acabamento cromado aumenta a percepção de requinte. Foto: Amauri Yamazaki
O tanque de combustível tem capacidade para 44 litros. Foto: Amauri Yamazaki

Ficha Técnica

Motor: Dianteiro, transversal, 3 cilindros, 12 válvulas, 1.200 cm3, comando duplo variável, turbo, flex.

Potência: 132/133 cv a 5.500 rpm.

Torque: 19,4 kgfm a 2.000 rpm a gasolina e 21,4 kgfm a 2.000 rpm com etanol.

Suspensão Dianteira: Independente McPherson.

Suspensão Traseira: Eixo de torção.

Freios: Disco ventilados na dianteira e tambores na traseira com ABS e ESP.

Peso: 1.271 kg em ordem de marcha.

Comprimento: 4.270 mm.

Largura: 1.791 mm.

Altura: 1.626 mm.

Entre-eixos: 2.570 mm.

Tanque de Combustível: 44 litros.

Porta-malas: 393 litros.

Preço versão Premier: R$ 142.990,00.

Porta-malas tem capacidade para 393 litros. Foto: Amauri Yamazaki

Avaliamos o Chevrolet Tracker Premier 1.2 turbo.

 

COMPARTILHAR

Escreva um comentário