Alto escalão da equipe Mercedes não se pronuncia a respeito do assunto.

Hamilton permanece calado e especulações aumentam.

Voltaram a circular nesta semana novas notícias sobre o inglês Lewis Hamilton, mencionando que ele pode não retornar a categoria em 2022.

Na segunda-feira, a Sky TV, publicou uma matéria dizendo que o correspondente na F-1, havia ouvido de altas fontes da equipe Mercedes, de que não está certo o retorno do piloto em 2022.

A princípio, o motivo seria a insatisfação de Hamilton com as decisões do diretor da FIA, Michael Masi, com relação as medidas tomadas após o acidente com o carro da Williams nas últimas voltas do GP de Abu Dhabi.

Com o acidente, o inglês, que liderava a prova perdeu a vantagem de 10 segundos que o separava de Max Verstappen e os carros retardatários que estavam entre ele e o holandês.

Na última volta, Hamilton foi ultrapassado por Verstappen que havia colocado pneus macios, contra os pneus duros do inglês com mais de 30 voltas.

Além disso, a Mercedes alega que antes da relargada Verstappen teria emparelhado com Hamilton o que não seria permitido pelo regulamento.

Nesse sentido, vai ganhando força a tese de que Hamilton teria colocado a condição de aguardar a investigação da FIA, para decidir se segue ou não na categoria.

Porém, além da Mercedes, o inglês tem uma série de contratos com patrocinadores que vão exigir o cumprimento do contrato.

Contudo, a decisão deve sair logo, pois o início do campeonato está marcado para o dia 18 de março com o GP do Bahrein.

Mercedes tem patrocinadores que querem Hamilton na F-1. Foto: Steve Etherington

Hamilton permanece calado e especulações aumentam.

COMPARTILHAR

Escreva um comentário