Tetracampeão não teve seu contrato renovado pela equipe francesa.

Alpine F-1 dispensa o francês Alain Prost.

A equipe francesa Alpine divulgou um comunicado  informando não ter renovado o contrato de seu ex-diretor não executivo, Alain Prost.

A notícia foi divulgada pela Alpine sem um comunicado em conjunto com Prost que protestou no seu Instagram, dizendo ter sido desrespeitado.

O francês declarou. “Estou muito decepcionado com a forma que isso foi anunciado. Concordamos que anunciaríamos juntamente à Alpine. Nenhum respeito, perdão.”

Prost acrescentou que recusou a proposta de renovação apresentada pelo CEO da equipe, o italiano Laurent Rossi, durante a última corrida em Abu Dhabi.

Hoje, a Renault é comandado pelos italianos Luca de Meo – CEO do Grupo Renault, Laurent Rossi – CEO da Alpine e Davide Brio – Diretor de Competições da Alpine.

Boa parte da liderança da montadora francesa está com executivos italianos contratados por Luca de Meo que veio da Volkswagen.

No paddock e nos jantares nos finais de semana era difícil ver Rossi e Prost socializando.

Para alguns jornalistas, Prost é uma grande referência na categoria, mas não era de pegar firme no trabalho, chegando tarde aos autódromos nos finais de semana.

O CEO da Alpine o italiano Luca de Meo e o francês Alain Prost não tiveram uma boa sintonia. Divulgação

A princípio, a saída de Prost abre caminho para a contratação do romeno Otmar Szafnauer que era chefe de equipe da Aston Martin.

A Aston Martin anunciou a saída de Szafnauer no início de janeiro como tendo demitido o romeno, mas quem tem contato com o ex-chefe da equipe disse que ele já estava com planos com a Alpine.

A Aston Martin colocou no lugar de Szafnauer o luxemburguês  Mike Krack, que trabalhou na BMW na F-1 e na Porsche, no WTC.

Alain Prost declarou que a forma como a Alpine divulgou a não renovação do seu contrato foi desrespeitosa. Divulgação

Alpine F-1 dispensa o francês Alain Prost.

 

 

COMPARTILHAR

4 Comentáros

Escreva um comentário