Novo design, central multimídia de 8 polegadas e consumo de 11,3 km/l na cidade com etanol.

Andamos no Renault Kwid 1.0 flex 2023.

O Kwid é o veículo mais vendido da Renault no Brasil, além de ser um dos poucos modelos populares que restaram no segmento.

Para mantê-lo atrativo a montadora atualizou o design e aprimorou a mecânica para ele ficar ainda mais econômico.

A princípio, para um motor 1.0 aspirado (sem turbo) o Kwid não decepciona e ainda impressiona pela sua eficiência energética.

Design robusto lembra um SUV e rodas de 14 polegadas com pneus de perfil alto. Foto: Amauri Yamazaki

Design externo

A dianteira ganhou para-choque mais imponente, luzes de circulação diurna em LED em todas as versões, faróis de parábola dupla na parte inferior, grade frontal com inserções cromadas e parte inferior do para-choque na cor preta.

Luzes de circulação diurna em LED em todas as versões 2023. Foto: Amauri Yamazaki

Interior

O painel de instrumentos ganhou mostradores em LED.  Novo acabamento no painel central, com detalhes cromados e na cor preta brilhante ou cinza, dependendo da versão, nos aeradores das saídas de ar, na moldura do novo sistema Media Evolution, nas portas e na manopla do câmbio.

Novo painel de instrumentos, central multimídia de 8 polegadas e uma conexão USB. Foto: Amauri Yamazaki

A central Media Evolution traz mais tecnologia agora com 8 polegadas, capacitiva e com interface e espelhamento para celulares com Android Auto e Apple CarPlay, com cabo.

Novo acabamento em tecido com costuras em destaque. Foto: Amauri Yamazaki
Para quem vai atrás o espaço para as pernas é escasso. Foto: Amauri Yamazaki
Boa altura do solo e pneus de perfil alto (165/70 R14) ajudam a superar obstáculos. Foto: Amauri Yamazaki

O Kwid possui uma boa altura do solo (185 mm) e os ângulos de entrada (24,1°) e de saída (41,7°) de SUV .

Nesse sentido, o veículo conta com um bom espaço interno e o maior porta-malas da categoria (290 litros).

Motor

Transversal, 1.0 SCe (Smart Control Efficiency), 3 cilindros, 12 válvulas, duplo comando de válvulas (DOHC), bloco em alumínio, rende 71 cv de potência com etanol no tanque e 68 cv com gasolina.

Bem como, o torque é de 10,0 kgfm com etanol e 9,4 kgfm com gasolina, garantindo boas acelerações e retomadas.

De acordo com a montadora, o Kwid 2023 está 5% mais econômico em ciclo urbano com etanol, graças ao sistema Star&Stop que desliga o motor automaticamente no semáforo ou em paradas prolongadas, somadas a outras melhorias.

O câmbio é manual com 5 velocidades.

Motor com 71 cv de potência (sem turbo) fez 11,3 km/l com etanol na cidade. Foto: Amauri Yamazaki

Design Traseiro

Na traseira, as novidades são o para-choque e as lanternas em LED.

Além disso, na linha 2023 o consumidor passa a ter a opção de teto bíton na versão Intense, e rodas de liga leve diamantadas de série nas versões Intense com teto bíton e Outsider.

Design do Kwid está entre os seus atrativos. Foto: Amauri Yamazaki

Versões

Atualmente; Kwid oferece três versões de acabamento: Zen, Intense e Outsider.

Além das cores vermelho Fogo, branco Glacier, prata Étoile e preto Nacré, o veículo estreia a carroceria azul Iron nas versões Intense (com ou sem pintura bíton) e Outsider.

Porta-malas com capacidade para 290 litros. Foto: Amauri Yamazaki

Versão Zen

4 airbags (2 frontais e 2 laterais)
Controle eletrônico de estabilidade (ESP)
Assistente de partida em rampa (HSA)
Alerta visual e sonoro de não utilização do cinto de segurança de todos os ocupantes
Sistema Start & Stop
Sistema de monitoramento da pressão dos pneus (TPMS)
Luzes de circulação diurna (DRL) em LED
Painel de instrumentos com mostradores em LED
Indicador de temperatura externa
Computador de bordo
Tacômetro
Direção elétrica
Ar-condicionado
Rádio Continental 2DIN (Bluetooth, USB, AUX) com dois alto-falantes
Travas elétricas das portas
Vidros dianteiros elétricos

Kwid é o veículo ideal para quem roda muito de carro (11,3 km/l na cidade com etanol). Foto: Amauri Yamazaki

Versão Intense

Itens de série da versão Zen mais:

Maçanetas externas na cor da carroceria.
Retrovisores em preto brilhante.
Calotas Flex Wheel 14″ Bíton.
Retrovisores elétricos.
Chave tipo canivete.
Câmera de ré.
Media Evolution com tela de 8″ com Espelhamento de smartphone Android Auto e Apple CarPlay, funções Eco Coaching e Eco Scoring integradas ao multimídia.
Comando satélite de áudio.
Lanternas com assinatura em LED.
Opcional: pintura bíton e rodas de liga leve diamantadas 14” bíton.

Renault acertou no design do Kwid o modelo mais vendido da montadora no Brasil. Foto: Amauri Yamazaki

 

Andamos no Renault Kwid 1.0 flex 2023.

 

 

COMPARTILHAR

12 Comentáros

  1. Gilson Castanhal Responder

    Ótimo carro custo benefício. Cabe em qualquer vaga excelente para cidade.

  2. Excelente carro pra andar na cidade, mas o preço surreal do modelo é algo que faz você escolher modelos mais luxuosos pelo mesmo valor!

Escreva um comentário