Presidente norte-americana já havia comentado que não seria uma boa hora para a visita.

Biden tentou convencer Pelosi a não ir a Taiwan.

Emissários do presidente Joe Biden tentaram convencer a presidente da Câmara, Nancy Patricia Pelosi (Democratas) a não desembarcar em Taiwan em sua visita a Ásia.

A viagem desencadeou uma tensão extra entre as relações entre os EUA e China,  que não são boas desde o governo do presidente Donald Trump.

De acordo com a agência de notícias Bloomberg, membros do alto escalão de Washington ficaram irritados com a intransigência da congressista em manter a viagem.

A princípio, Taiwan é governada de forma independente desde 1949, após uma guerra civil, mas a ilha é considerada pela China como seu território.

O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, declarou que a visita de Pelosi seria “uma provocação política aberta, que põe em risco a soberania chinesa.”

Ainda de acordo com a Bloomberg, a Casa Branca enviou membros do Conselho de Segurança Nacional e do Departamento de Estado para alertar Pelosi sobre os riscos geopolíticos da viagem.

O resultado tem sido um bloqueio naval e aéreo a Taiwan, além da disparada de mísseis que caíram no mar do Japão.

 

Biden tentou convencer Pelosi a não ir a Taiwan.

 

COMPARTILHAR

Escreva um comentário