Carlos Ghosn da aliança Renault-Nissan é preso no Japão

Divulgação

COMPARTILHE

Ex- CEO e atual presidente do conselho de administração da Nissan foi preso nesta segunda feira no Japão, por supostas violações financeiras

São Paulo – SP

Nissan declarou ter descoberto violações financeiras do executivo e vai tirá-lo da presidência do conselho de administração.

O setor automobilístico foi surpreendido nesta segunda-feira com a informação de que o brasileiro Carlos Ghosn foi preso nesta segunda-feira (19), após a Nissan ter descoberto que o executivo, com a ajuda de outro executivo, Greg Kelly, teria declarado durante anos renda inferior ao valor real da retirada.

Carlos Ghosn (64) atualmente preside a aliança Renault-Nissan-Mitsubishi e é um dos executivos mais bem sucedidos do planeta no setor de automóveis.

Ainda de acordo com as agências de notícias internacionais, a Nissan teria descoberto outros atos de conduta errônea, como uso pessoal de ativos da companhia para benefício próprio.

Brasileiro, nascido em Porto Velho – RO, Ghosn também tem nacionalidade francesa e foi presidente executivo da Nissan entre 2001 e 2017, mas foi para a presidência do conselho de administração da montadora.

Carlos Ghosn ficou famoso mundialmente por ter recuperado financeiramente a Renault e a Nissan.

Carlos Ghosn, Chairman da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi. Divulgação

Deixe uma resposta

*