Governador João Dória recebe convite oficial da 3ª São Paulo Oktoberfest

Governador João Dória (esquerda) recebe no Palácio dos Bandeirantes o idealizador e promotor da São Paulo Oktoberfest, Walter Carvalheiro (centro). Divulgação

COMPARTILHE

Quando era prefeito da cidade de São Paulo o governador João Doria materializou o projeto da São Paulo Oktoberfest

São Paulo – SP

O governador João Doria (PSDB) neste dia 3 de setembro o convite oficial do embaixador da 3ª São Paulo Oktoberfest, Walter Cavalheiro, em encontro no Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo do Estado de São Paulo, que esteve acompanhado dos principais apoiadores e patrocinadores do evento, o presidente da AHK e da Mercedes-Benz, Philipp Schiemer, o diretor de relações governamentais da São Paulo Oktoberfest, Sérgio Kacas, o diretor de Relações Governamentais da Eisenbahn, Renato Megda e o diretor de cervejas artesanais do Grupo Heineken Brasil, Alexandre Cândido.

Dória sempre foi um grande entusiasta da versão paulistana da Oktoberfest, que chega, em 2019, na sua terceira edição e passa a integrar um dos 17 maiores eventos estratégicos da cidade paulista.

O atual governador do estado de São Paulo apoiou a iniciativa desde o começo, ainda por ocasião em que assumiu o cargo de prefeito de São Paulo, em 2016, quando o evento aconteceu no Sambódromo do Anhembi.

As duas primeiras edições da São Paulo Oktoberfest somaram um público geral de 150 mil visitantes.

Neste ano, o mais famoso festival de cultura alemã do Brasil vai acontecer em um novo local, o Jockey Clube de São Paulo e a previsão é que receba um público superior ao do ano passado, que foi de 80.000 pessoas.

Tendo ingressado na vida pública como secretário de Turismo de São Paulo e presidente da Paulistur (1983–86), Dória apostou na realização deste festival, já com vistas ao grande impacto positivo que traria para a cidade.

A São Paulo Oktoberfest deverá gerar 1 800 empregos diretos e indiretos e criar um fluxo de mais de 30 mil visitantes de fora da capital paulista, trazendo um fluxo estimado de R$ 40 milhões no turismo da cidade.

O evento conta com o apoio e força de mais de 40 empresas, como Mercedes-Benz, Eisenbahn, Aurora Alimentos, Ruvolo, Truckvan e Lufthansa, entre outras. “Vamos contar com o abraço cada vez maior de empresas que enxergam nesse festival não apenas a valorização de uma cultura como também uma oportunidade de engajamento mais descontraído com seus públicos”, diz o fundador do festival no Brasil, Walter Cavalheiro. “A nossa expectativa é que essa grande festa deverá receber mais de 300 mil visitantes até 2023”.

Para a Eisenbahn, a cerveja oficial da São Paulo Oktoberfest, fazer parte desta grande confraternização da cultura alemã, é acreditar na parceria com o projeto, e também uma oportunidade de fomentar a cultura cervejeira na capital. “A Eisenbahn utiliza referências e elementos da cultura germânica em todos os estilos que desenvolve. E estarmos mais uma vez na São Paulo Oktoberfest é consequência natural do trabalho da marca para disseminar a cultura alemã e democratizar o acesso as cervejas artesanais”, finaliza o diretor de cervejas artesanais do Grupo Heineken Brasil, Alexandre Cândido.

Em 2019, o festival contará com a participação de várias bandas e desfiles típicos alemães, em sua maioria do sul do Brasil, além de bandas brasileiras de grande sucesso nacional para animar a diversidade de públicos da festa.

A exemplo das duas primeiras edições, a gastronomia típica e a experiência cervejeira proporcionada pela Eisenbahn junto com as cervejarias artesanais serão mais uma vez alguns dos grandes destaques da festa.

A partir deste ano a São Paulo Oktoberfest acontece no Jockey Clube de São Paulo. Divulgação

 

Deixe uma resposta

*