Jair Bolsonaro cresce na reta final e vai com força para o segundo turno

Jair Bolsonaro do PSL aumentou a sua participação nas intenções de voto nas últimas 48 horas. Foto: Divulgação

COMPARTILHE

Segundo o Ibope e o Datafolha presidenciável Jair Bolsonaro do PSL cresceu nas últimas pesquisas

São Paulo – SP

Os candidatos à presidência da República deram os seus votos na manhã do domingo.

As últimas pesquisas mostram um crescimento do candidato do PSL, chegando a ultrapassar a casa dos 42% das intenções de voto. Fernando Haddad do PT também apresentou crescimento nas intenções de voto estando com cerca de 25% das intenções de voto.

Haddad tinha 22% até a semana passada.

A explicação para este crescimento se dá de duas maneiras.

PRIMEIRO – Alguns institutos de pesquisa foram acusados de divulgar pesquisas encomendadas por alguns partidos e agora na reta final do primeiro turno, estariam “corrigindo” as pesquisas, para ficarem mais próximas do resultado a ser divulgado neste segunda-feira. Caso mantivessem os números anteriores, estes institutos apresentariam uma margem de erro  muito grande, o que não seria bom para eles.

SEGUNDO – Voto Útil – Simpatizantes dos candidatos: Geraldo Alckmin, Marina Silva, Álvaro Dias e João Amoedo, estariam optando pelo voto útil contra o PT, devido a baixa performance de seus candidatos de preferência. Já os simpatizantes de Ciro Gomes, estariam optando pelo candidato da esquerda de Fernando Haddad.

Geraldo Alckmin do PSDB, muito tempo na televisão e baixa performance nas intenções de voto. Divulgação

Assessores de Ciro Gomes já estariam vazando informações de que Ciro deve apoiar o PT no segundo turno.

Assessores de Geraldo Alckmin disseram que o tucano errou em gastar tempo atacando o candidato do PSL, quando deveria centrar as críticas no candidato do PT, Fernando Haddad.

Com a derrota já no primeiro turno e tendo tido um enorme tempo na propaganda eleitoral na televisão, Alckmin vai sair bastante enfraquecido na liderança do PSDB, que tende a fortalecer João Dória com chances de vencer na disputa ao governo do Estado de São Paulo.

No PSDB vai se formando um consenso de que Dória deve ser o candidato do PSDB à presidência da república na próxima eleição, em 2022.

Segundo caciques do PSDB, Geraldo Alckmin teria recusado uma chapa tendo ele como candidato a presidente, João Dória como vice e Paulo Skaf para senador.

IBOPE

Jair Bolsonaro – PSL: 42%

Fernando Haddad – PT: 25%

Ciro Gomes – PDT: 13%

Geraldo Alckmin – PSDB: 8%

Marina Silva – Rede: 3%

João Amoedo – Novo: 3%

Henrique Meirelles – MDB: 2%

Cabo Dacciolo – Patriota: 2%

Álvaro Dias – Podemos: 2%

Guilherme Boulos – PSOL: 1%

 

 

 

 

Deixe uma resposta

*